Dicas para sua primeira viagem de avião

Separamos várias dicas para sua primeira viagem de avião! Confira nossas perguntas e respostas e saiba como se preparar para embarcar pela primeira vez em uma aeronave!

A sua primeira viagem de avião está marcada, mas você ainda não sabe como proceder? Tudo bem! Para quem nunca sentiu o friozinho na barriga da decolagem, viajar de avião pela primeira vez é mesmo uma novidade.

Por isso, preparamos essas dicas, em formato de pergunta e resposta, para que você se familiarize com os termos próprios da aviação, conheça as normas e solucione suas principais dúvidas.

Temos certeza que após sua primeira viagem de avião, seja nacional ou internacional, você vai perceber como todo o procedimento é bastante tranquilo – e vai querer voar muitas outras vezes!

1 – Onde comprar passagens aéreas baratas?

Você pode comprar passagens aéreas baratas para a sua primeira viagem de avião em agências especializadas, diretamente com a companhia aérea (através do site ou no balcão do aeroporto) ou em sites de buscadores, como o Skyscanner.

2 – Qual a diferença entre escala e conexão?

Nos casos em que o voo não é direto (origem e destino em um único voo), diz-se que o voo é com escala ou com conexão. Muita gente que vai viajar de avião pela primeira vez acredita que as palavras são sinônimas ou então faz confusão com os significados.  Mas há diferença!

Escala é o voo em que não é preciso sair do avião: demais passageiros sobem e descem em uma ou mais cidades no caminho, mas você permanece no mesmo assento até chegar ao seu destino final.

Conexão é o voo em que é preciso descer de um avião, aguardar na sala de embarque e subir em outro avião.

Essas informações são detalhadas nos dados da sua passagem aérea, com o horário de chegada e saída em cada aeroporto pelo qual você vai passar durante a sua viagem e qual será o tipo de parada que será realizada, se escala ou conexão.

Vale lembrar que é importante checar essa informação, antes mesmo de reservar o seu voo. Dessa forma, você consegue se programar melhor para a sua viagem. E aí, a maneira como você vai encontrar esses detalhes depende do lugar onde você está comprando a sua passagem aérea.

3 – Qual a diferença entre bagagem de mão e bagagem despachada?

Bagagem de mão é aquela que o passageiro leva consigo durante o voo – debaixo do assento à frente ou nos compartimentos acima das poltronas. Bagagem despachada é aquela que viaja no porão do avião, sendo encaminhada no check-in e retirada no destino final.

As companhias aéreas têm regras próprias para o que pode e o que não pode embarcar em um avião, tanto como bagagem de mão quanto como bagagem despachada. Convém verificar essas informações antes de fazer as malas; alguns itens aparentemente inofensivos podem constar como proibidos.

4 – Quantos quilos posso levar de bagagem em voo nacional?

Em 2017, após a aprovação da nova regulamentação da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), as regras sobre franquia de bagagem mudaram consideravelmente.

Agora o passageiro pode levar até 10 kg como bagagem de mão, respeitando medidas de altura, comprimento e largura que variam de acordo com cada companhia.

Qualquer bagagem que extrapole as medidas ou o peso permitido (o limite é 23 kg) deve ser despachada. O serviço, cobrado como adicional, varia de acordo com a companhia área e com o momento em que é contratado (antecipadamente ou no check-in); custa entre R$ 40-100 por trecho.

5 – Quantos quilos posso levar de bagagem em voo internacional?

A ANAC também modificou as regras a respeito da bagagem em voo internacional. Agora cada companhia aérea tem autonomia para decidir quantos quilos o passageiro pode levar em voo rumo ao exterior e se essa bagagem será ou não tarifada separadamente.

Mesmo entre as companhias aéreas brasileiras que operam voo para o exterior (Azul, Avianca, Gol e Latam) as regras diferem. Algumas permitem o despacho de até duas malas de 23 kg sem nenhum custo adicional, enquanto outras cobram taxa para o despacho de apenas uma bagagem. É preciso verificar a informação diretamente com a empresa.

6 – Posso cancelar uma viagem de avião?

Segundo essa mesma resolução da ANAC, passageiros têm direito ao cancelamento da viagem de avião, desde que sigam algumas regras.

É possível cancelar gratuitamente a passagem até 24 horas depois da compra, para voos que a serem realizados depois de no mínimo 7 dias (também após a compra).

O cancelamento em qualquer outra circunstância normalmente gerará multa; o valor dependerá do tipo de tarifa.

7 – Quanto tempo antes do voo devo chegar ao aeroporto?

Em caso de voo nacionais o recomendado é chegar com no mínimo 1h de antecedência. Já em voo internacional, espera-se que o passageiro esteja no aeroporto pelo menos 2h antes.

Se você não estiver familiarizado com o caminho até o aeroporto, avalie previamente como chegar (ônibus, metrô, táxi ou carro), os custos e principalmente o tempo de deslocamento até chegar ao terminal aéreo.

Você não vai querer o seu primeiro voo, não é mesmo?

8 – Quais são os documentos necessários para viajar de avião?

Em voos nacionais, o mais comum é embarcar com a carteira de identidade (RG). No entanto, outros documentos com foto, como carteira de motorista e carteira de trabalho, também são aceitos.

Em voos internacionais, o passaporte é item (quase) obrigatório. Graças aos acordos entre os membros do Mercosul, como brasileiro, você pode viajar para alguns países apenas com o RG.

9 – O que é um localizador de passagem aérea?

O código localizador, formado por um conjunto aleatório de números e letras, nada mais é do que a “impressão digital” da sua viagem.

A partir dele é possível verificar dados do passageiro, informações referentes ao voo e contato de emergência.

Ter o código localizador em mãos irá facilitar bastante seu check-in – e não precisa imprimi-lo, basta tê-lo anotado em qualquer lugar.

10 – O que é cartão de embarque?

O cartão de embarque é o que de mais parecido existe com a tradicional passagem de avião. Ali constará as informações básicas sobre sua viagem: nome do passageiro, número do assento, número do voo, origem e destino, portão e horário de embarque.

Esse é também o documento que lhe dará acesso à sala de embarque. Quem faz check-in antecipado, pelo site ou pelo aplicativo da companhia aérea, terá disponível a versão online do cartão e poderá apresentar o documento pelo celular.

11 – Como fazer check-in no aeroporto?

Check-in nada mais é do que o seu registro de entrada e, no embarque de qualquer voo, é passo fundamental dos trâmites.

Você pode realizar o check-in diretamente com o atendente da companhia aérea, que irá verificar todas as informações básicas, pesar e despachar sua bagagem (se for o caso) e imprimir seu cartão de embarque.

12 – Como fazer check-in nos totens de autoatendimento?

Com a proposta de agilizar o check-in, as companhias aéreas têm dado preferência para os totens de autoatendimento.

As máquinas funcionam de maneira bastante intuitiva: basta o passageiro confirmar os dados pessoais e as informações de voo para que o cartão de embarque seja impresso.

Depois, é só seguir direto para a sala de embarque.

Mas e… as malas? O autoatendimento nos totens funciona melhor para quem viaja com bagagem de mão. Se for necessário despachá-la é possível realizar o check-in nos totens e dar continuidade ao procedimento com um atendente, mas fazer a verificação das informações por conta própria torna o procedimento como um todo muito mais rápido.

13 – Como fazer check-in online?

Ainda no sentido de facilitar a vida dos passageiros, as companhias aéreas oferecem diferentes canais de atendimento para que você possa fazer o seu check-in com tranquilidade.

Algumas das opções são fazer o check-in pelo site, pelo aplicativo da companhia aérea e até mesmo pelas redes sociais, dependendo da companhia aérea.

Ao fazer o check-in online, não se esqueça de imprimir o seu cartão de embarque, no balcão de atendimento ou nos totens de autoatendimento. Caso tenha malas para despachar, basta entrega-las no guichê indicado.

14 – Quanto tempo antes devo ir para a sala de embarque?

O recomendado é que você se dirija à sala de embarque entre 30-40 minutos antes do horário previsto da decolagem.

Esse é o tempo recomendado para que você possa passar pelo raio X e encontrar seu portão de embarque. Acredite, alguns aeroportos são tão grandes que será preciso caminhar por longos minutos até encontrar o local exato de onde partirá o voo.

15 – Como funciona o detector de metais e o raio-X?

Todo passageiro, antes de adentrar na sala de embarque de fato, passa por um detector de metais e tem a bagagem de mão analisada por um raio-X.

Esse procedimento de segurança é a garantia de que nenhum produto proibido está sendo levado no voo. Itens aparentemente inofensivos poderão ser confiscados: é o caso do desodorante aerossol, das agulhas de tricô ou daquele vinho comprado durante a viagem. Verifique antes com a companhia aérea.

16 – Como saber se meu portão de embarque mudou?

É comum que haja mudança de portão, logo, não confie plenamente no que estiver escrito no seu cartão de embarque.

Nesse caso, a fonte mais confiável sempre serão os monitores que, espalhados pelo aeroporto, indicam horários de partidas e chegadas.

Esteja atento também aos anúncios dos autofalantes, uma vez que alterações repentinas são comunicadas primeiramente desse modo.

17 – O que é servido durante o voo?

Em voos nacionais, algumas companhias aéreas oferecem snacks e bebidas como cortesia, enquanto outras oferecem esse mesmo serviço, mas cobram separadamente por isso.

Em voos internacionais saindo do Brasil, em qualquer companhia, todas as refeições são gratuitas. A variedade do que é servido depende de fatores como classe (econômica, executiva ou primeira classe), horário e tempo de duração de voo.

18 – Como se distrair durante o voo?

Mesmo na sua primeira viagem de avião, é bom já saber como se distrair. Em voos nacionais, algumas companhias aéreas oferecem entretenimento de bordo – pequenas TVs acopladas no assento à frente ou programas disponíveis num app específico.

Já em voos internacionais, essas mesmas TVs são itens quase obrigatórios e a variedade da programação é muito maior. Sabe que medidas nunca caem de moda? Livros, revistas, fones de ouvido e celular com bateria carregada.

19 – Como lidar com o desconforto nos ouvidos?

Ao longo do voo, especialmente durante a decolagem e o pouso, você provavelmente vai sentir um desconforto nos ouvidos, algo que ocorre em função da rápida mudança de altitude.

Existem alguns truques para aliviar essa sensação: mastigar ou beber algo nesses momentos críticos ou, então, tampar o nariz forçando a ventilação.

20 – Como lidar com a turbulência?

A turbulência é um fenômeno decorrente de diferenças naturais e climáticas sofridas pelo avião ao longo do percurso. Para quem está a bordo, a sensação é de uma trepidação que varia bastante de intensidade.

Assim, estar sempre com o cinto de segurança afivelado é a medida básica para evitar acidentes. Lembre-se de que a probabilidade de uma tragédia fatal acontecer é mínima, portanto, não precisa ter medo de andar de avião.

21 – Como fazer conexão?

Se o voo é com conexão você já sabe que precisará trocar de aeronave para chegar ao destino final. Mesmo para quem viaja de avião pela primeira vez essa é uma tarefa bastante simples.

Descendo do voo, basta seguir as indicações no aeroporto (sinalização, autofalante ou mesmo equipe de funcionários), procurar pelo novo portão de embarque e dar continuidade à viagem.

22 – Quando devo pegar as malas de volta?

Caso esteja viajando somente com bagagem de mão, você é o responsável por guardá-la e retirá-la a cada voo (se houver conexão).

Caso tenha bagagem despachada, é provável que você a resgate somente no último destino. Em algumas conexões internacionais, porém, é exigido que o passageiro retire suas malas na pista de bagagem e as despache novamente em cada parada feita durante toda a viagem.

Na dúvida, pergunte a algum funcionário da companhia aérea durante o check-in.

Fonte: Skyscanner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *