15 coisas que nós viajantes fazemos pelo menos uma vez na vida

Quantas vezes você disse “isso jamais aconteceria comigo” e pouco tempo depois teve que admitir que já aconteceu pelo menos uma vez na vida? É, situações inusitadas acontecem até com o mais viajado dos viajantes, mesmo depois da viagem! Confira o artigo e divirta-se!

1. Perder um voo ou trocar as datas

Pode parecer mentira, né? Mas acontece, e como é de se supor, no momento menos esperado. E pode ter certeza que já ocorreu com muitos viajantes experientes! Uma dica é sempre conferir o seu email uns dois dias antes da sua viagem, pois pode ser que a companhia aérea mande algum alerta de mudança de horário ou de dia.

2. Carregar uma mochila maior e quase mais pesada que você ou várias malas

Todo “viajante de primeira viagem” já levou tantas malas e mochilas gigantes que nem conseguia carregar. E se fizer frio? E se eu precisar sair à noite? E se…

E assim, carregamos peças extras desnecessárias que, muitas vezes, nem serão tocadas durante toda a viagem, por mais longa que ela seja. O ideal é levar apenas o essencial e viajar apenas com a bagagem de mão.

3. Arrumar a bagagem em 5 minutos

Quem tem a mesma mala ou mochila há um bom tempo sabe como é isso! Você já conhece todos os cantinhos da bagagem e sabe exatamente onde colocar cada coisa. Provavelmente você vai se esquecer de algo, mas, o quê que tem? O importante é estar viajando.

4. Ficar sem bateria no momento menos esperado

Quem nunca, não é? Claro que viajantes deveriam estar com os celulares e aparelhos eletrônicos carregados, mas nem sempre lembramos de carregar. Quando menos esperamos, aparece esse símbolo vermelho piscante que nos alerta para o fim dos mapas online, fotos e anotações. As baterias das câmeras e telefones não duram para sempre, mas nós não aprenderemos nunca!

5. Trazer como souvenir algo que em condições normais, nem olharíamos

Quem nunca comprou uma figura da Torre Eiffel ou um daqueles souvenires de cristal com o monumento gravado no interior? Temos que reconhecer que já o fizemos e ficamos muito orgulhosos na hora, mas depois mal sabíamos onde colocar tal lembrancinha.

6. Passar uma noite no aeroporto

Todo viajante de valor tem que passar ao menos uma noite num aeroporto. E sabemos que os aeroportos com áreas de descanso e assentos reclináveis são apenas para os fracos.

7. Invejar a viagem alheia

Não importa que seja para algum lugar que você já tenha visitado, ou para algum lugar que não te agrada muito, ou que seja logo ali. O importante é que o seu amigo, mesmo que apenas virtual, está em movimento e, sejamos honestos, isso causa uma invejinha. Temos que reconhecer que acontece muito mais que “pelo menos uma vez na vida”.

8. Comer em fast food

Sabemos muito bem que isto é um sacrilégio, principalmente em países cujas gastronomias estão entre as mais recomendadas do mundo. Mas, depois de um mês sem provar nenhum prato que você conhece, quem é capaz de resistir a um menu de comida rápida? E, se somarmos que os preços acostumam ser bastante atrativos, que atire a primeira pedra, quem esteja livre deste pecado.

9. Comprar um voo com 3 escalas de 5 horas para economizar com aéreas

Não adianta, não há remédio, somos capazes de comprar voos com trechos impossíveis e escalas intermináveis para poupar, por menor que seja a quantia. Uma vez na estrada, porém, descobrimos que nosso tempo vale muito mais que o dinheiro poupado, mas, o que é que vamos fazer? O que não tem remédio remediado está.

10. Tentar falar na língua local, mesmo que esta seja a mais rara do mundo

Sempre, seja no lugar que for, todo viajante tem que tentar ao menos conhecer e dizer algumas palavras no idioma local. Assim experiência de viajar se torna ainda mais enriquecedora – apesar da sua péssima pronúncia!

11. Tentar preparar um prato típico do último país visitado, sem sucesso

Você embarca no avião sonhando com aquele prato de pad thai que você provou nas ruas de Bangkok e não vê a hora de estar na sua cozinha, junto com a sua melhor panela, pronto para cozinhar esse prato que conquistou o seu coração na Tailândia. Resultado: o pad thai fica parecendo um mísero talharim, algo temperado, meio misturado com verdura, que vai passar pela sua vida sem deixar saudades.

12. Tentar achar, sem ajuda, aquela igreja que viu em uma foto há anos

Todos nós achamos que conseguimos nos orientar como ninguém. Somos viajantes, passamos a metade de nossas vidas percorrendo cidades das quais não conhecemos nada. Pois é, há muita gente que realmente não necessita nem sequer de um mapa para se orientar, mas esse não é o caso de todos. Bastam duas voltas pela mesma rua para que não haja possibilidade alguma de se localizar.

13. Enviar um cartão postal para si próprio

Quem nunca teve vontade de enviar um cartão postal a si mesmo quando estava escrevendo à família e amigos? Pois escrever para si mesmo é uma experiência bem interessante! Você chega de viagem e há uma cartinha sua para você mesmo.

14. Revisar 10 vezes a documentação e quando chega ao aeroporto, descobre que você deixou o passaporte em casa

Não desejamos isto a nenhum viajante, pois a angústia que invade o peito quando você chega ao aeroporto e percebe que deixou o passaporte em cima da mesa da cozinha, não é nada agradável. Depois você ainda sofre com a correria para tentar pegar o documento, no menor tempo possível, para não perder o voo. Haja coração.

15. Tentar passar a carteirinha de estudante. Mesmo com 40 anos

Dizem que nunca é tarde para aprender, não é? Depois disto, está tudo dito 🙂

Texto por Viajeros Callejeros

Fonte: Skyscanner

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *